Eletrocardiograma (ECG)

O Eletrocardiograma, também chamado de exame de eletrocardiografia, é um exame de avaliação da atividade elétrica do coração através de eletrodos fixados na pele. A partir disso, é possível detectar o ritmo do coração e o número de batimentos por minuto, além de ser usado para verificar a saúde do coração quando outras doenças ou condições estão presentes, como: pressão alta ou hipertensão, colesterol alto, tabagismo, diabetes e pessoas que apresentem um histórico familiar de doença cardíaca precoce.

O exame também serve para monitorar dispositivos implantados no coração, como marca-passos, e avaliar seu funcionamento no coração.

 

Como é feito o eletrocardiograma?

A realização do eletrocardiograma é rápida e indolor. O paciente fica em repouso por 5 minutos antes do exame, para que não haja influência de fatores externos no resultado.

Em seguida, com a pele do paciente limpa e livre do excesso de pelos, os eletrodos são colocados na região frontal do peito, nos punhos e nos tornozelos, e é aplicado um gel sobre esses dispositivos para contribuir para a medição da corrente elétrica.

O eletrocardiógrafo é ligado e conectado aos eletrodos por meio de fios que irão registrar a atividade elétrica do coração. Após o exame, o aparelho fará a impressão de 12 visões diferentes do órgão.

 

O que o eletrocardiograma pode detectar?

– Irregularidades no ritmo cardíaco (arritmia);
– Aumento de cavidades cardíacas;
– Patologias coronarianas;
– Infarto do miocárdio;
– Distúrbios na condução elétrica do órgão;
– Problemas nas válvulas do coração;
– Infarto em situações emergenciais;
– Doenças genéticas.